A Saúde Mental nas Organizações

 

Um estudo realizado pela Flexsaúde e a Stunning Capacity a 24 quadros médios e superiores,  que contou com a colaboração da Michael Page, em dezembro de 2020, indica que deverá haver maior investimento e responsabilidade por parte das empresas, a par com uma estratégia integrada para a saúde mental. O estudo visou avaliar o bem-estar e a saúde mental laboral nas organizações portuguesas, tendo em conta dimensões como o estado atual da saúde mental, os objetivos das organizações e as soluções e recursos que têm ao seu dispor. 

Como principais conclusões, destacam-se a responsabilidade atribuída às organizações na otimização da saúde mental dos seus colaboradores, a falta de uma estratégia integrada de implementação de iniciativas de saúde mental e a necessidade de investimento nas diferentes fases da saúde mental por parte das empresas.

Consulte o infográfico para mais informação sobre esta temática, cada vez mais premente na realidade atual.