Há uma crescente necessidade de os CFOs se familiarizarem com a tecnologia do setor financeiro e de influenciarem a respetiva causa. O objetivo é criar eficiência através da automatização e racionalização, bem como promover a capacidade de avaliação de dados inteligentes. Como é que esta nova relação com os dados alterou o âmbito do CFO – e o que significa para o conjunto de competências em si do seu departamento?
As nossas entrevistas a CFOs de PMEs a multinacionais revelaram quatro formas essenciais de abordagem dos dados para garantir que a sua organização pode progredir e prosperar em tempos de incerteza.
Clique abaixo em Piloto, Cientista, Coach e Engenheiro para revelar uma perspetiva de um dos nossos entrevistados sobre as diferentes abordagens deste desafio.

Poucas coisas são mais verdadeiramente úteis no mundo das finanças do que um relatório bem elaborado que destaca as principais operações de uma empresa. Com a tendência atual dos "grandes volumes de dados", o mero facto de reportar tornou-se, nas palavras do CFO do Conotoxia, David List, "a função de consulta". A capacidade de um CFO utilizar as bases de dados habilmente e potencializar os relatórios de dados substanciais para as decisões empresariais é essencial para funcionar plenamente como um CFO moderno.

A precisão dos dados é mais importante do que a quantidade

Desde as ferramentas de software aos servidores de bases de dados que armazenam e obtêm informações para a elaboração imediata de relatórios, o verdadeiro poder dos dados nunca esteve tão ao alcance. 

A integração dos dados na função financeira através da tecnologia e a maior recolha colocam um desafio imediato ao CFO em termos de filtragem e utilização dos valores para suportar sólidas decisões empresariais. Ter os dados constitui um elemento – ter caoacidade para os analisar rápida e precisamente é outro elemento. Como afirma Andrea Wesson, CFO da Eversholt Rail: "O armazenamento, arquivamento e acesso aos dados requerem muito tempo. Dispomos de dados que poderiam ser mais valiosos do que o são - os dados existem; mas é difícil localizá-los."

O CFO constitui o funil que transforma os dados em estratégia

Ao coordenar a empresa em torno dos principais dados, o CFO ocupa uma posição de confiança na equipa de direção superior de uma empresa. Tal como salienta o CFO do Marathon Capital, Bob Braasch: "Está a ajudar o CEO para que a empresa dê o próximo passo seja ele qual for."

No entanto, os desafios podem surgir aquando do diálogo com dirigentes superiores que tomam decisões menos centradas em dados. Ryan Mangold, CFO da Taylor Wimpey, explica, "Os dados são úteis para ajudar à tomada de decisão – mas a maioria das decisões são tomadas por indivíduos que aplicam simplesmente os dados. Penso que as competências sociais do CFO são, no fundo, mais importantes do que a tecnologia."

O CFO enquanto Piloto tenderá a impulsionar a integração de todos os sistemas numa empresa. A visão geral e a influência estratégica garantem que as oportunidades de mercado não são desperdiçadas através de processos de decisão prolongados. Tal como explica David List: "Todas as transações têm de dar entrada nos livros e registos de uma empresa. Por isso, o CFO estará sempre naquele ponto do funil em que tudo tem de passar e encaixar, e ser racionalizado e útil. É inevitável que a função do CFO tenha de impulsionar estas alterações."

Os dados e a respetiva análise não devem estar num silo

Enquanto Coach, o CFO assume a liderança para a divulgação e defesa da causa tanto dos dados como da tecnologia numa organização. Um Coach irá trabalhar com os seus colaboradores no sentido de utilizarem melhor a tecnologia para tomarem melhores decisões – e coordena-se com outros dirigentes superiores para garantir que não existe uma duplicação das tecnologias em diferentes silos.

Tal como afirma o CFO de um banco de investimento, o desalinhamento entre as equipas pode ser prejudicial: "É insólito se o departamento financeiro estiver focado no desenvolvimento das suas próprias ferramentas. Trabalhar desta forma é o tipo de situação que pode tornar as nossas vidas miseráveis. Se está a pensar em silos, não está a resolver nada."

Os CFOs podem acrescentar um enorme valor ao constituírem o elo de ligação para os dados recolhidos, decidindo o que significam e como apresentá-los aos seus colaboradores. Aos olhos do CFO de uma empresa de embalagens: "Trabalho tanto com competências analíticas como com uma abordagem de pessoal para conseguir gerir a empresa e todas as variáveis em que os colaboradores precisam de obter bons resultados. Desta forma, os números constituem o mundo, mas para que tal aconteça são necessárias pessoas."

Reimaginar a função financeira a partir de uma perspetiva dos dados

Quando a tecnologia e os dados são abordados a partir de uma perspetiva do Engenheiro, o CFO está a seguir um caminho, garantindo que os novos sistemas e dados se integram com os existentes, mantendo a qualidade e a fiabilidade.

Proporciona a oportunidade de reimaginar o que deve ser a função financeira quando o departamento tem a capacidade para dedicar tempo a trabalhar de modo multifuncional, suportando as decisões tomadas tendo em vista a estratégia da empresa e desenvolvendo sistemas para proporcionar precisão e eficiência. "Se se olhar mais de perto para o âmbito do CFO, as principais oportunidades são obviamente a automatização de um centro de serviços partilhados e os aspetos transacionais das finanças", menciona Philippe de Briey.

Ryan Mangold, CFO da Taylor Wimpey, explica que o essencial é reportar com base nos dados importantes e não simplesmente com base nos dados recolhidos, o que significa que o tempo e a energia são despendidos mais produtivamente. "Os dados mudaram e tiveram um impacto muito grande no papel, pois agora dispõe-se de um mar de informações e temos de garantir que estamos a analisar as informações corretas para tomar decisões empresariais. É vital desafiarmo-nos realmente no nosso papel."

Ao ser tanto um Coach - suportando a equipa de líderes para compreender melhor os desafios - como um Cientista - concebendo novas formas para extrair, analisar e explicar os valores numa linguagem acessível a todos - o CFO pode acrescentar um enorme valor no seu papel.

Principais conclusões

  • O armazenamento e o acesso aos dados são tão importantes como a respetiva análise
  • Os dados são inúteis sem uma interpretação precisa e atempada
  • O CFO compete com o CIO e o CDO pelo domínio em termos de integração de novas tecnologias
  • Os CFOs enquanto engenheiros têm de integrar novos sistemas em sistemas antigos existentes, mantendo a qualidade e a fiabilidade do serviço
  • Uma abordagem harmonizada da implementação e utilização do sistema deve ser ensinada pelo CFO aos outros membros do conselho e à direção superior

Faça o download do estudo completo

Saiba mais sobre os outros desafios com que os CFOs irão lidar em 2018

Voltar a Perspetivas de CFO & Liderança Financeira