O último ano obrigou as empresas no nosso país a enfrentar novos desafios consideráveis:  a alteração profunda no contexto histórico que estamos a viver atualmente alterou as prioridades das marcas que compreendem a importância da componente digital na empresa e a necessidade de investirem em novas função importantes nesta área.  

Os desafios a enfrentar 

Entre os desafios que as empresas enfrentaram no último ano, os principais foram:  

  • Dificuldades na gestão das relações com os clientes: com a impossibilidade de realizar reuniões presenciais (que era a principal forma de as empresas gerirem a relação com os seus clientes), os problemas relacionados com a gestão de relações com o cliente foram exacerbados. Em alguns casos, esta situa;\ao foi compensada por um network de vendas digitalizado ou por um apoio ao cliente recetivo e preparado.
  • Redução da produtividade: 49% das empresas tiveram de lidar com este tipo de problemas. De facto, o trabalho remoto e a necessidade de criar novas formas de trabalho e sinergia entre os membros da equipa levaram a uma redução significativa da produção.  
  • Dificuldade no desenvolvimento de novas oportunidades de negócio: apesar de este fenómeno ter sido apresentado de uma forma diferente com base no setor de atividade, uma média de 51% das empresas em Portugal encontraram dificuldades significativas em criar novas oportunidades de emprego.  

De acordo com o nosso estudo, 24% das empresas portuguesas enfrentaram sérias dificuldades na mudança para o trabalho remoto.  

A principais soluções que as empresas adotaram  

Assim que a maioria dos problemas significativos que surgiram nas empresas foi compreendida, foi importante perceber quais as soluções que devem ser adotadas. Neste tópico, é possível afirmar que as principais áreas de intervenção foram (e provavelmente serão num futuro próximo):  

  • Implementação do modelo de trabalho remoto: fornecer o equipamento mais adequado aos colaboradore foi uma das principais preocupações.  
  • Investimento na tecnologia e no desenvolvimento tecnológico: esta foi uma prioridade para  40% das  empresas.  
  • Diversificação do modelo de negócio: a necessidade de identificar novos produtos e novas linhas de negócio foi fundamental para 32% das empresas.
  • Implementação de um modelo omnicanal: para 43% das empresas, esta foi a principal resposta às alterações do mercado, através da integração da comunicação digital (especialmente para empresas B2C) e interação presencial com o cliente dentro de um único processo que consiste em pontos de contacto online e offline.

Entre as ações implementadas  para ultrapassar as dificuldades da Covid, e consequentemente diversificar a oferta, é importante destacar que 69% das empresas pretendem lançar novos produtos e serviços, 58% identificaram novas formas de contactar os clientes e 22% identificaram mercados novos e por explorar.

 

Se pretende aprender mais sobre ações estratégicas que as empresas utilizaram para ultrapassar as dificuldades impostas pela Covid-19, pode fazer o download o infográfico completo

Mantenha-se atualizado
Para que possamos ajudá-lo a construir uma carreira sólida, sugerimos que receba uma atualização semanal gratuita do novo conteúdo no seu e-mail.