A Michael Page Retail organizou no dia 04 de abril um evento dedicado ao impacto da transformação digital no setor do retalho.

No encontro participaram alguns dos principais players do mercado nacional do retalho, como Alexandre Mendes, Diretor Marketing do Tendam Portugal (Cortefiel, Pedro del Hierro, Springfield, Women’secret e Fifty); Pedro Silva, Country Manager, e Inês Fonseca, Marketing Specialist, da Rituals; Cátia Tomé, Marketing Manager da Rockport; Cláudia Saragoça, Recruitment Manager e André Marques, Responsável de E-Commerce, da Calzedonia; Gonçalo Ramos, Head of Digital & E-Commerce e Ana Mateus, Analista de Recursos Humanos, da Leroy Merlin; Mariana Vivas, Brand Manager da Furla, Larissa Nogueira, Brand Manager da Guess, Inês Rodrigues, Brand & Marketing Manager da Burberry, Tod’s e Furla, e Inês Martins, Brand Assistant da Guess, do Grupo Brodheim.

A Michael Page foi representada por Álvaro Fernández, Diretor Geral, Vasco Teixeira, Manager Michael Page Information Technology, Mara Martinho e Margarida Monteiro, Consultoras Michael Page Retail.

 

O impacto da evolução tecnológica no retalho

Com a organização deste evento, a Michael Page procurou abordar os principais desafios que as novas tecnologias e digitalização colocam aos players de mercado, nomeadamente: interação entre os canais de vendas online e offline; análise de retorno do investimento online; preferências do consumidor e segmentação de audiências.

Para André Vieira, Diretor Digital da Auchan, “quando se investe em marketing online, é fácil medir bem o retorno direto; mas o impacto offline, que acontece nas nossas lojas, é muito mais importante que aquele que acontece online. A questão é que ainda não existem as ferramentas certas para o medir, o que limita a nossa capacidade de aferir corretamente os resultados obtidos

Nelson Lourenço, Retail Inovation Lead da Vodafone que afirmou que 50% das suas vendas são online, mas “as pessoas preferem ir levantar na loja, não querem receber em casa” pelo que a “experiência online não tem de ser em casa ou no telemóvel, pode ser na loja”.

Por fim, para Marco Melchiori, Country Manager da Calzedonia, os players deverão estar atentos à interação entre lojas físicas e ao impacto que a internet terá na evolução dos espaços de retalho.

Em termos de recrutamento começam a observar-se novos perfis e tendências. Por um lado, assistimos a uma crescente procura de perfis estratégicos orientado para a área digital como o E-Commerce e Marketing Digital e, por isso uma grande oportunidade para os profissionais destas áreas. Por outro, começa a existir, por parte das empresas de retalho, a necessidade de “reciclar” o conhecimento dos seus colaboradores na área do digital. É aqui que a formação começa a ganhar um carácter cada vez mais premente na hora de preparar e enquadrar estes profissionais na nova era digital do setor.” partilha Margarida Monteiro, consultora de Retalho da Michael Page do Porto.

Se é um candidato, por favor envie-nos o seu CV, clicando aqui. Os CVs submetidos através deste formulário não serão considerados.

Confie-nos o seu recrutamento

Mantenha-se atualizado
Para que possamos ajudá-lo a construir uma carreira sólida, sugerimos que receba uma atualização semanal gratuita do novo conteúdo no seu e-mail.