O tempo investido num processo de recrutamento vale sempre a pena. Apesar das dificuldades ao longo do caminho, tudo irá contribuir para alcançar a meta final: “encontrar um novo projeto”.

Apesar de nem sempre ser o candidato escolhido, o seu talento e experiência profissional continuam inquestionáveis. Não se esqueça disso.

Neste contexto, apresentamos 7 conselhos para lidar com este processo de forma otimista.

1. Deixe sempre a porta aberta

O êxito não é apenas chegar até ao final do processo, é também ter oportunidade de fazer parte deste. A melhor forma de transmitir esta sensação é mostrar-se agradecido por ter tido a possibilidade de participar no processo e apresentar-se enquanto profissional. Deixar uma marca positiva é importante para o seu sucesso nos próximos processos. Assim, durante a entrevista destaque o seu interesse pela empresa, o seu carisma e paixão pelo que faz profissionalmente. Desta forma, os entrevistadores não irão esquecer-se de si.

2. Confie em si e nas suas capacidades

A motivação e atitude ao longo da procura de emprego estão diretamente relacionadas com o nível de segurança nas suas capacidades. Quem semeia, colhe. No final, todo o esforço terá a sua merecida recompensa. Centre-se no “agora” e tome consciência das suas capacidades. A constância e perseverança devem marcar o seu caminho.

3. Comportamento flexível e racional

Durante um processo de recrutamento, a empresa pode alterar a sua estratégia, necessidades, o perfil requerido para a oportunidade, as funções…. E pode acontecer que a sua experiência e capacidades, no decorrer do processo, deixem de se adequar a 100% à empresa e função como no início. Tente relativizar esta questão. Atualmente, as empresas desenvolvem-se em ambientes muito dinâmicos, sujeitos a uma infinidade de mudanças. A sua estratégia pode alterar-se ao longo do processo e estas decisões não dependem de si e não estão relacionadas nem poem em causa o seu valor.

4. Dê valor aos contactos conseguidos

Qualquer experiência é enriquecedora, sobretudo quando favorece o networking com outros profissionais. Não receie estabelecer e manter contacto virtual com os recrutadores e entrevistadores. Ao ampliar a sua rede de contactos, não hesite em enviar-lhes uma mensagem. Pode também seguir e comentar as publicações que estes partilham na internet. Desta forma, irá manter-se atualizado sobre as novas ofertas de trabalho na empresa, os seus últimos projetos e realizações… e estará muito melhor preparado para a próxima entrevista.

5. Celebre as pequenas realizações durante o processo

Para manter a sua motivação, celebre os avanços conseguidos e tenha consciência da importância de cada passo que se realiza, porque cada um deles necessitou de um esforço da sua parte. 

6. O “não” faz parte do “sim”

É uma das lições que deve tirar das rejeições. Saber enfrentar as rejeições faz parte do desafio e deve procurar torná-las num fator motivador para continuar a procura e não em algo que o desanime. Recorde-se que após uma rejeição, pode chegar um “sim” que represente a oportunidade porque sempre esperou.

7. Peça feedback

Informe-se e descubra qual a opinião que os recrutadores têm de si. A resposta recebida utilizada da forma correta pode ajudá-lo a melhorar, reforçar as suas capacidades e reorientar-se para entrevistas futuras.

A procura de emprego é um trabalho em si mesma. Assim, dedique-lhe todos os seus esforços desde início até ao fim do processo. Este será constituído por respostas positivas e negativas. Apenas canalizando a sua frustração e conservando a sua energia conseguirá atingir os seus objetivos.