Um meteorito cai no oceano Atlântico, criando uma onda gigante que deixa submersos todos os continentes do planeta Terra. Por sorte, estava nesse preciso momento, a sobrevoar o mar, com mais 5 pessoas, num balão de ar quente.

Após algumas horas, o balão começa a perder ar, mas avistam uma ilha. O mar está repleto de tubarões esfomeados e a única forma de o balão chegar à ilha é expulsar um dos ocupantes. Os passageiros são:

  • Um sacerdote
  • Uma repórter de uma revista cor-de-rosa
  • Um conselheiro político
  • Uma professora de educação primária
  • Uma enfermeira
  • Uma funcionária do Instituto Nacional de Estatística.

Este é um caso de dinâmica de grupo frequente em alguns processos de seleção. Os recrutadores querem avaliar como os candidatos reagem e respondem, para selecionar aquele que melhor pode adequar à função e à empresa, analisando o processo de tomada de decisão do grupo e a capacidade de argumentação e persuasão de cada um.

No caso do exemplo apresentado, cada participante deveria assumir uma posição e expor os seus argumentos para persuadir o resto do grupo a salvar a sua vida, com o objetivo de assegurar a continuação da espécie humana.

Esta técnica, cada vez mais frequente e habitual, ajuda o selecionador a ter uma ideia mais clara e precisa da personalidade e inteligência emocional de cada candidato, o que possibilita uma escolha mais acertada do profissional a recrutar.

O objetivo destas dinâmicas não é encontrar uma resposta correta, mas sim pôr à prova a capacidade lógica, paciência e de análise dos candidatos.

Damos-lhe 5 conselhos para ser bem-sucedido numa dinâmica de grupo

  • A dinâmica de grupo é um exercício de trabalho de equipa, uma oportunidade perfeita para demonstrar a sua capacidade de ouvir, empatia e humildade. Utilize uma linguagem cooperativa: “Que vos parece se…?”. Evite impor-se ou utilizar uma linguagem competitiva
  • Mostre aquilo que é e aja com naturalidade. O recrutador não procura avaliar conhecimentos, valorizando antes a sua participação, argumentação, capacidade de expor ideias e receber feedback.
  • Seja ativo e contribua para que o grupo atinja o seu objetivo. A chave está na atitude, na decisão, em mostrar o seu interesse, a sua vontade de participar e o seu entusiasmo. Estabeleça argumentos sólidos e defenda-os de forma firme, mas nunca agressiva.
  • Concentre-se no tema proposto e não divague. Seja direto e conciso nas suas participações, com o objetivo de levar o grupo a uma resolução.
  • Escute e mostre interesse pelas ideias expostas pelo resto do grupo. Poderá não estar de acordo com os argumentos dos outros candidatos, mas com certeza enriquecerão a sua postura e ajudarão a alcançar uma solução.

Consulte outros conselhos para ser bem sucedido na entrevista!