You are here

Empresas: a importância de criar um plano de sucessão

Os colaboradores deixam as empresas por uma variedade de motivos pessoais ou profissionais. Acontecimentos como a aposentação deixam funções vagas, pelo que um plano de sucessão constitui uma parte essencial de uma empresa bem-sucedida e orientada para o futuro. Apresentamos-lhe várias sugestões para a criação de um plano de sucessão, que irão poupar tempo, esforço e despesas à empresa sempre que um colaborador deixa de trabalhar na sua estrutura.

Identificar líderes promissores na sua organização

Deve ser dedicado tempo a determinar que colaboradores têm capacidade para aceitar responsabilidades. Esses indivíduos desempenharão funções de liderança quando uma função ficar disponível. Desta forma, é estabelecido um sentido de continuidade na direção da sua empresa. Por outro lado, permitir que colaboradores qualificados se destaquem num cargo de liderança motiva-os a permanecer na empresa, pois desta forma podem antever como a sua carreira profissional poderá desenvolver-se com o tempo.

Planear com antecedência para garantir uma transferência tranquila

A chave para um plano de sucessão bem-sucedido é criá-lo com muita antecedência, de preferência em períodos de baixa tensão. Conhecer as competências necessárias para funções específicas na hierarquia da empresa ajuda a triar as opções de colaboradores qualificados para as ditas funções. Desta forma, os futuros gestores dispõem de tempo suficiente para se prepararem para as suas novas responsabilidades. Os mentores podem planear sessões de formação e comentários que desenvolverão as competências e habilitações de um potencial gestor. A rotação de funções é outro método excelente para determinar quem está mais apto para desempenhar funções específicas e que combinações funcionam melhor. Permitir uma transferência de conhecimentos entre gestores atuais e futuros assegura que as informações vitais permanecem na empresa.

Garantir o sucesso através do planeamento da sucessão

Lembre-se que a escolha de potenciais sucessores é um processo contínuo. A direção deve identificar os aspetos cuja melhoria aumentaria a eficiência e que colaboradores mostram talento. Concentrar-se constantemente nestas áreas não só garante o sucesso no futuro, como também assegura a continuidade no presente. Com o plano de sucessão adequado, a sua empresa pode estar melhor preparada para partidas súbitas ou antecipadas de colaboradores essenciais.