You are here

Porque precisa de se preocupar com a sua reputação online

                                            

3.2 biliões de pessoas utilizam a internet. Ou seja, quase todos estamos online. É à internet que dedicamos a maior parte do nosso tempo. Scrolling, uploading, downloading, streaming… Estes termos adquiriram uma enorme preponderância na nossa vida diária. Twitter, Facebook, Instagram e Snapchat são canais através dos quais conseguimos comunicar online com uma plateia ilimitada. Estes meios são excelentes para se obter uma exposição massiva, onde cada um se mostra como realmente é ao mundo. Mas a internet ainda se está a perceber a si própria. Muda com um piscar de olhos. A internet de 1996 é completamente diferente da de 2016. Assim, todos estamos a tentar compreendê-la. Quem sabe como será em 2026?

No caso do Facebook, para quem quiser separar a esfera pessoal e profissional, sugere-se que se criem dois perfis, um para amigos e familiares e uma página profissional. Assim assegura-se que as questões de privacidade ficam salvaguardadas, tendo o devido cuidado na altura em que publica conteúdos para que os da página pessoal estejam apenas visíveis para amigos. Na página profissional pode aproveitar para publicar conteúdos relacionados com a sua área, artigos que escreve, demonstrando assim o seu interesse pela área. Esta página profissional pode ser uma excelente aposta para marketing pessoal e promoção da sua marca ou expertise numa determinada área e ajudá-lo a posicionar-se no seu sector como uma referência.

(Carolina Afonso | coordenadora executiva da Pós-Graduação em Marketing Digital do ISEG e autora do livro “Social Target”)

Porque temos de nos preocupar?

Apesar das mudanças incríveis que a internet trouxe, ter a capacidade de se mostrar como é pode trazer consequências reais. O conteúdo que coloca online pode influenciar as opiniões de outros. O que significa que a sua reputação pode afetar as suas perspetivas de trabalho e pode marcar a diferença entre conseguir uma oportunidade ou perdê-la. Afinal de contas, o que coloca online torna-se informação pública. Portanto, para criar uma estratégia inteligente é crucial que saiba o que publicar na internet de forma a apresentar a melhor versão de si mesmo.

Cada vez mais as empresas consultam candidatos através das redes sociais ou pelo menos utilizam-nas como uma ferramenta durante o processo de recrutamento. Por este motivo, o candidato deve cuidar da sua imagem e reputação online. Sem nos esquecermos da procura de emprego tradicional, vantajoso que o profissional consiga criar uma boa imagem online e desenvolver uma identidade digital que o diferencie de outros candidatos e que faça com que o seu percurso profissional sobressaia Trata-se simplesmente de pensar que o seu perfil nas redes sociais pode ser visto por recrutadores e temos que ter cuidado com a nossa privacidade e com as nossas opiniões em público.

(Joana Barros | Senior Marketing Coordinator Michael Page)

Algumas dicas para começar!

Destacamos algumas dicas úteis para começar a sua jornada de reputação:

Seja cuidadoso! Se vir alguma coisa online que desgoste ou que considere inapropriado, tente removê-la.

Escolha opções privadas. A maior parte das definições de privacidade das redes sociais estão pré-definidas como públicas. Atualize as suas preferências de modo a que as suas publicações sejam visíveis apenas para quem desejar.

Limpe. Tem ainda publicadas fotografias antigas que passam uma imagem errada de si? Remova-as ou coloque-as em privado.

Agora que procedeu a estas alterações, está no caminho certo para maximizar a sua reputação online.

Os recrutadores, até há pouco tempo, tinham apenas o currículo de um profissional para analisar. Hoje, as redes sociais abriram a possibilidade de conhecer, antes de uma entrevista, aspectos mais pessoais do candidato, objectivos de vida e carreira, rede de contactos estabelecida, aspirações, entre outros aspectos relevantes. Além disso, têm possibilitado chegar mais facilmente a um contacto e identificar possíveis candidatos que talvez não respondessem a um anúncio de emprego tradicional. É importante notar que as redes sociais apresentam-se como um recurso que complementa e agiliza o processo de recrutamento, que não deverá dispensar um aprofundamento do contacto inicial.

(Vasco Salgueiro | Senior Manager da Michael Page

Ainda assim preciso de Ajuda!

A gestão da sua reputação online irá exigir muito mais que os passos descritos acima. Por este motivo, criámos um guia rápido, explicando como pode gerir a sua reputação online (link to guide). O nosso guia vai ajudá-lo na sua presença nas redes sociais, explicando-lhe a importância e benefícios da sua presença nestes meios e a necessidade de manter e cuidar da sua reputação online. Vamos então começar!

Clique aqui para ler o nosso Guia Rápido de Gestão da Reputação Online.